a85b1600532a247e400cb6d92ba2c99a

                                                                                                                                     

O Dom Rodrigo é um dos doces mais tradicionais do Algarve.

Embora ainda existam algumas dúvidas em torno do porquê de se chamar “Dom Rodrigo”, a maioria atribui a origem deste doce a Lagos, nomeadamente às Freiras Carmelitas que, no século XVIII, o terão criado. Existem também ligeiras diferenças no modo de confeccionar o Dom Rodrigo consoante a localidade, no entanto, a sua base são os ovos e o açúcar, com é comum à maioria da doçaria conventual. A receita inclui também as amêndoa, omnipresente na doçaria algarvia.

Em termos de apresentação, os Dom Rodrigo são normalmente embrulhados em papel metalizado colorido, em forma de pirâmide tosca.

Encontram-se com facilidade por todo o Algarve ao longo do ano e não são dispensados em épocas de festa nesta região.

 

Ingredientes:

(Receita p/ 6)

– 250 Gr. de fios de ovos
– 50 Gr. de miolo de amêndoa ralada
– 250 Gr. de açúcar
– 1/2 dl de água
– 4 gemas de ovo
– canela q.b.

 

Confecção:

1. Leve ao lume um tacho com 200 gr de açúcar, cobertos de água. Deixe até obter o chamado ponto pérola, depois de ter fervido durante dois minutos;

2. Retire do fogo e misture a amêndoa. Deixe arrefecer. De seguida junte as gemas de ovo e volte a levar o tacho ao lume, mexendo até engrossar. Polvilhe com canela;

3. À parte, misture o açúcar restante com água, até produzir uma calda em “ponto fino”;

4. Numa frigideira, adicione a calda e leve ao lume. Quando atingir a fervura, adicione-lhe os fios de ovos e de seguida, a mistura feita anteriormente com o açúcar, as amêndoas e as gemas;

5. Utilizando duas espátulas, enrole os fios de ovos à volta do recheio, envolvendo-o completamente;

6. Deixe alourar e retire da frigideira;

7. Corte seis quadrados de papel de estanho, prateado, dourado ou noutras cores;

8. De seguida divida a preparação que fez em seis partes iguais, distribua-os pelos seis quadrados de papel que preparou, una as quatro pontas de cada um e enrole-as.

 

don-rodrigos-algarve

 ***

E pronto. Haja apetite.

Eu não sei fazer doces, por isso não tenho chances! Contudo, dizem que até para os especialistas, fazer os Dom Rodrigo não é fácil. Assim sendo, boa sorte :) 

 

Notas:

1. Fonte da receita: Cozinha Regional do Algarve / Edição do Turismo do Algarve.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *